Domingo, 17 de Dezembro de 2017
   
Fonte +/-
 
Facebook Whatsapp
67.9292.7095

Busca no site

América-MG derrota o CRB, quebra recorde e conquista a Série B

altZagueiro Rafael Lima marcou o gol do título e levantou a taça (Foto: Gazeta Press)

No mesmo dia em que quebrou o recorde de público do seu estádio, o Independência, o América-MGescreveu a página de mais um título para a galeria de troféus do clube. Foi o jogo da superação. Um confronto nervoso, desde o primeiro minuto do primeiro tempo até o apito final do árbitro Luiz Flávio de Oliveira. Mas, no fim, o América venceu o CRB, por 1 a 0, na tarde deste sábado, no Independência, e garantiu o título da Série B do Campeonato Brasileiro, com 73 pontos contra 71 do Internacional, que também venceu na rodada.

 

O CRB colocou muita dificuldade durante o confronto. A equipe se segurou em campo e na maior parte do tempo se defendeu com nove homens atrás da linha da bola. Com a cor vermelha no Independência, o time visitante representou bem o Internacional em Belo Horizonte. Até os 20 minutos de jogo, o titulo estava a caminho do Rio Grande do Sul. Mas com o gol de Rafael Lima, após cobrança de escanteio, a taça comprou passagem para Belo Horizonte e desembarcou na capital mineira.

 

Há um ano, o torcedor americano chorava a queda para a Série B e lamentava os nomes que deixavam a agremiação em momento ruim. O principal deles permaneceu: Enderson Moreira formou uma boa equipe para a disputa da segundona. Agora é alegria. Com a certeza da Série A em 2018, o Coelho chega em grande estilo, comemorando uma taça nacional, 20 anos depois de ganhar sua primeira, em 2017 desbancando o Internacional.

 

Primeiro tempo

 

O confronto entre América e CRB começou bastante equilibrado. O CRB, apesar de não disputar mais nada, não facilitou a vida do Coelho no Independência. O jogo sem chances claras para nenhum dos lados.

 

O América quando tentava alguma situação de ataque parava na forte marcação armada pela defesa do CRB que colocava vários atletas na primeira linha defensiva e outros tantos na segunda – ambas desorganizadas. Soltos, na frente, apenas o atacante Zé Carlos e o camisa 10, Chico.

 

Com isso, o América não conseguia nenhuma infiltração e tinha muita dificuldade de abrir espaço para conseguir um ataque que levasse mais perigo contra a meta de Edson Kollin.

 

Aos 17 minutos, chegou ao Independência a informação que o Internacional marcou seu primeiro gol no Beira-Rio. O resultado no sul do país tirava o título do América.

 

Aliado ao resultado no sul, o Coelho passou a errar passes seguidos. A equipe mineira tinha dificuldades de se encontrar em campo, algo que impedia a sequência das jogadas americanas e, consequentemente, a manutenção da posse de bola.

 

A melhor chance americana aconteceu nos acréscimos do primeiro tempo. Em um dos poucos momentos que a defesa do CRB abriu espaço, Bill recebeu a bola na entrada da área e escorou para Ruy. Ele soltou a pancada de canhota e a bola parou na trave.

 

Segundo tempo

 

Já com a certeza do resultado em Porto Alegre, o América voltou para o segundo tempo contra o CRB, em Belo Horizonte.


Logo no primeiro minuto, a bola pingou para Norberto, na cara do gol, que desviou a bola de cabeça e a redonda parou nas mãos do goleiro.

 

Mas quem ataca muito se abre na defesa. Aos 9 minutos, Neto Baiano recebeu a bola na frente, ganhou na corrida do zagueiro Messias e chegou antes do goleiro Fernando Leal que saiu do gol. O zagueiro americano, no entanto, conseguiu chegar na última hora para salvar.

 

A pressão americana seguiu intensa. O técnico Enderson Moreira mudou o posicionamento de sua equipe, mandou Renan Oliveira para o jogo, mais aberto pela direita, o volante Juninho caiu para a lateral e Norberto, o ala direito, passou a ser meia. A pressão era grande.

 

Aos 20 minutos o América chegou ao gol. Em cruzamento na área, a bola sobrou para Rafael Lima que, com um leve toque, mandou para o fundo das redes e levou o Independência a loucura.

 

Após o gol, o CRB se mandou para o ataque. O técnico adversário mandou para o jogo Marion e Tony, colocando sua equipe mais ofensiva. Isso fez com que a equipe adversária chegasse com muita intensidade, mas Fernando Leal se segurou em, pelo menos, três oportunidades.

 

FICHA TÉCNICA
AMÉRICA-MG 1 X 0 CRB

Local: Estádio Independência, Belo Horizonte (MG)
Data: 25 de novembro de 2017, Sábado
Horário: 17h30 (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)

Gol: Rafael Lima, aos 20 minutos do segundo tempo (América)
Cartões: Neto Baiano, Flávio Boaventura (CRB); Luan (América)

AMÉRICA-MG: Fernando Leal, Norberto, Rafael Lima, Messias, Giovanni, Juninho, Ernandes, Felipe Amorim (Renan Oliveira), Ruy (Zé Ricardo), Bill, Luan.
Técnico: Enderson Moreira.

CRB: Edson Kolln; Marcos (Marion), Flávio Boaventura, Adalberto, Olívio, Diego, Edson Ratinho, Rodrigo (Tony), Zé Carlos (Neto Baiano), Chico, Yuri.
Técnico: Mazola Júnior

Política

Destaque

Convenção do PMDB confirmou André Puccinelli como Presidente O ex-governador André Puccinelli foi eleito presidente do PMDB na convenção que aconteceu neste sábado (2), na Associação Nipo Brasileira em Campo Grande.    Na...

Leia mais...

Aécio Neves foi gravado pelo empresário Joesley Batista pedindo R$ 2 milhões (Foto: G1) Um relatório elaborado pela Polícia Federal após a análise de objetos e documentos que foram apreendidos no apartamento do senador Aécio Neves...

Leia mais...

A possível indicação do deputado federal Carlos Marun (PMDB) para o cargo de ministro do presidente da República Michel Temer “aproxima” ainda mais a deputada federal Tereza Cristina, hoje sem partido, dos peemedebistas.  A deputada analisa...

Leia mais...

JORNAL FEITOMS

Banner
Banner

Login Form