Domingo, 17 de Dezembro de 2017
   
Fonte +/-
 
Facebook Whatsapp
67.9292.7095

Busca no site

Plenário da Câmara rejeita denúncia contra Temer por 251 a 233 votos

altVotação favorável ao presidente Temer alcançou os 172 votos (Foto: Agência Brasil)

Pouco mais de um mês após chegar à Câmara, os deputados rejeitaram na noite de hoje (25) o pedido da PGR (Procuradoria-Geral da República) para investigar o presidente da República, Michel Temer, e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria Geral). Foram 251 votos contrários à autorização para investigação, 233 votos favoráveis e duas abstenções. 

 

Com isso, caberá ao presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, comunicar agora à presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministra Carmén Lúcia, a decisão da Casa. Foram 486 votantes e 25 ausentes.

 

O parecer votado hoje foi apresentado pelo deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), que recomendou a inadmissibilidade da autorização da Câmara para que STF iniciasse as investigações contra o presidente e os ministros. O parecer já tinha sido aprovado na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) por 39 votos a 26, além de uma abstenção.

 

Disputa pelo quórum

 

Durante os últimos dias, a oposição, ciente que não teria os 342 votos necessários para autorizar as investigações, trabalhou intensamente para impedir que os deputados comparecessem à sessão. Isso porque o regimento interno da Casa estabelece que a votação só poderia ser iniciada com a presença mínima de dois terços dos deputados em plenário. Com isso, os oposicionistas pretendiam adiar a votação e, assim, prolongar o desgaste do governo. Os partidos de oposição chegaram a fechar acordo para que poucos deputados usassem a palavra e com isso não se alcançasse o quórum necessário para iniciar a sessão. 

 

Reagindo à tática da oposição, a base aliada e o próprio presidente da República passaram a acionar deputados da base, mesmo os que votariam contra o governo, para marcarem presença na sessão. Os governistas estavam confiantes de que alcançariam o número mínimo de presentes e também os 172 votos necessários para impedir o início da investigação.

Política

Destaque

Convenção do PMDB confirmou André Puccinelli como Presidente O ex-governador André Puccinelli foi eleito presidente do PMDB na convenção que aconteceu neste sábado (2), na Associação Nipo Brasileira em Campo Grande.    Na...

Leia mais...

Aécio Neves foi gravado pelo empresário Joesley Batista pedindo R$ 2 milhões (Foto: G1) Um relatório elaborado pela Polícia Federal após a análise de objetos e documentos que foram apreendidos no apartamento do senador Aécio Neves...

Leia mais...

A possível indicação do deputado federal Carlos Marun (PMDB) para o cargo de ministro do presidente da República Michel Temer “aproxima” ainda mais a deputada federal Tereza Cristina, hoje sem partido, dos peemedebistas.  A deputada analisa...

Leia mais...

JORNAL FEITOMS

Banner
Banner

Login Form